quinta-feira, abril 27, 2006

Gospel


O termo Gospel quer dizer Evangelho. É música de origem afro-descendente, nascida no final do século dezanove nas igrejas evangélicas do sul dos Estados Unidos.
O Gospel em sua forma original era geralmente interpretada por um solista, acompanhado de um coro e um pequeno conjunto instrumental. Grandes intérpretes da música norte-americana começaram assim, como cantores de gospel nas igrejas. É o caso de Mahalia Jackson, Bessie Smith e Aretha Franklin, além de Ray Charles. O gospel ajudou a moldar toda a música negra dos Estados Unidos neste século: ragtime, blues e jazz. E foi também influenciado por ela, assumindo formas às vezes surpreendentes em se tratando de música religiosa. É o caso dos quartetos gospel, surgidos após a Segunda Guerra Mundial, com sua música gritada, sua dança cheia de sacolejos e roupas extravagantes. Nesta fonte foi beber o rock dos anos 50, desde Bill Haley e seus cometas passando por Jerry Lee Lewis.
Comercialmente e na forma que tem actualmente, o gospel estourou nos Estados Unidos a partir dos anos 70. O rock, em mais uma volta da história, passa a ser o carro chefe da música gospel. Mas outros ritmos como o funk e o reggae também são por ela adotados. O que a define não é o género musical, mas a mensagem: justiça social, Cristo, ecologia, repúdio às drogas, harmonia entre os homens. Bandas como Stryper (heavy metal), de Los Angeles, tocam música cristã, ou Gospel. Grandes espectáculos se organizam por todo o país e cada vez mais emissoras de rádio criam programações gospel. Hoje o prémio Grammy, considerado o Oscar da música, inclui a categoria gospel, além da música cristã premiar seus talentos com o Prêmio Dove Awards.
Na música cristã internacional destacam-se atualmente Michael W. Smith, os grupos Vineyard, Hillsong Music Australia, Kirk Franklin; e nos anos 90, os ministérios Hosanna!, Maranatha; as bandas Petra, Guardian, Bride; as cantoras Amy Grant, Crystal Lewis, entre outros.
Ainda na vertente metal, surgiram bandas como: Tourniquet e Mortification que elevaram o Metal Gospel a categoria de grande qualidade.
O cenário do rock cristão não seria o que vem a ser hoje se não fosse o compromisso e o talento da banda Petra, dos Estados Unidos, umas das pioneiras do estilo em todo o mundo.
Em Portugal, apesar de não ser muito divulgado, o Gospel é representado, com muita qualidade, pelo Guy Destino, 100 Vozes e Shout.

Mais em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Gospel

4 comentários:

DPJG disse...

Durante este mês de Maio vai estar uma votação online no blogue do DPJG, no sidebar, do lado direito, onde poderás, livremente, fazer a tua escolha daquele blogue ou site que achas que cumpre melhor os requisitos propostos pelo Concurso Registr@te, onde participas. Recordamos que estão 8 blogues e um site a concurso. Dois dos blogues são de grupos de jovens, um do arciprestado de Celorico da Beira e outro da paróquia de Vila Fernando, do arciprestado do Rochoso. O site é de um grupo de jovens da Covilhã. Os restantes participantes do concurso são participações particulares. Podes sempre consultá-los, pois os links continuam online. A organização decidiu atribuir apenas um prémio, não distinguindo site de blogue. Na escolha devem ter-se em atenção sobretudo: conteúdo da mensagem, originalidade, interactividade com os visitantes, execução gráfica, correcção linguística, qualidade dos templates... Deve ter-se em atenção sobretudo a mensagem!O resultado desta votação contará para a votação final, a par da votação do juri convidado, a saber, alguns internautas, quer bloguistas, quer com responsabilidades virtuais cristãs no panorama português. Podes começar... e que vença... aquele que Deus quiser!

Sonhadora disse...

Está um espectáculo, Maestro!
Sou uma fã da música Gospel, pela maneira tão alegre e animadora que a mensagem é passada... aquela alegria é contagiante!
Um grande abraço!

JOINCANTO disse...

Ena Maestro, tantos bons links!
Abraços e continuem a ouvir boa música!

Avozinha disse...

E são bons, o Guy Destino, as 100 Vozes e os Shout!